(48) 3721-7537 [email protected]

Cada vez mais, dentro do mundo empresarial, tem sido observada a necessidade de aproveitamento máximo dos recursos e também do tempo empregado para execução das tarefas. Para isso, trouxemos algumas dicas para você reduzir custos com refugo na sua empresa e ainda por cima potencializar seus resultados!

Mas primeiro, o que é refugo?

O refugo pode ser entendido como todo tipo de desperdício de recurso, seja tempo, seja material, entre outros. De fato, durante a execução de um processo ou de qualquer linha de produção é possível observar diversas causas de refugo.

Esse desperdício é conhecido também como custo da não qualidade, que pode ser subdividido em dois grupos, os custos visíveis e os invisíveis. Para entender melhor como funcionam cada um dos custos podemos exemplificar:

O custo visível é notado, dentro de um ambiente fabril, quando uma peça é produzida sem as especificações necessárias. Assim, a empresa perde tanto matéria prima e investimento na mão de obra, quanto na depreciação do equipamento pelo tempo de uso e na energia elétrica.

Já os custos de difícil visualização podem ser elencados como as necessidades de setups extras, receitas perdidas, remessas adicionais e desgastes com clientes. Somando esses dois tipos de custos, podemos observar certa sangria que embora gerada, mensalmente, podeiam ser facilmente evitada.

Desse modo, a i9 CONSULTORIA preparou estas dicas para ajudar você a reduzir o seu desperdício:

 

Dicas para reduzir custos na empresa

Para implementar um corte de custos, relacionados ao desperdício, devemos primeiramente definir quais custos, dos que foram citados acima, por exemplo, afetam sua linha de produção e fazem com que haja um investimento desnecessário de sua empresa. Com os custos já elencados, é importante analisar quais causam mais impacto na folha de pagamentos, final do mês, e, assim, estabelecer prioridades de modo que as dores de cada etapa do processo de redução de custos sejam sanadas, individualmente. Posteriormente existirá, então, uma redução mais assertiva e segura, reconhecendo, ainda sim, que outros custos foram deixados de lado.

2- Tenha uma relação mutuamente benéfica com seus fornecedores

Para implementar um corte de custos, relacionados ao desperdício, devemos primeiramente definir quais custos, dos que foram citados acima, por exemplo, afetam sua linha de produção e fazem com que haja um investimento desnecessário de sua empresa. Com os custos já elencados, é importante analisar quais causam mais impacto na folha de pagamentos, final do mês, e, assim, estabelecer prioridades de modo que as dores de cada etapa do processo de redução de custos sejam sanadas, individualmente. Posteriormente existirá, então, uma redução mais assertiva e segura, reconhecendo, ainda sim, que outros custos foram deixados de lado.

Cada vez mais estão sendo buscadas alternativas para barateamento de custos dos processos, e a solução financeiramente mais viável, sem dúvidas, é usar a própria matéria-prima de outro processo, reaproveitando, assim, o refugo e gerando lucro com uma receita, até então, inexistente. Como alternativa para isso, podem ser projetadas máquinas que fazem essa conversão de matéria prima para aplicação em outro processo, atendendo exatamente a demanda específica de cada etapa de reaproveitamento, otimizando não só financeiramente a produção, como também gerando ganhos na parte produtiva propriamente dita.

4- Busca de oportunidades e parcerias de venda de refugo

Cada vez mais estão sendo buscadas alternativas para barateamento de custos dos processos, e a solução financeiramente mais viável, sem dúvidas, é usar a própria matéria-prima de outro processo, reaproveitando, assim, o refugo e gerando lucro com uma receita, até então, inexistente. Como alternativa para isso, podem ser projetadas máquinas que fazem essa conversão de matéria prima para aplicação em outro processo, atendendo exatamente a demanda específica de cada etapa de reaproveitamento, otimizando não só financeiramente a produção, como também gerando ganhos na parte produtiva propriamente dita.

5- Otimização de setups

Durante a realização de processos, é comum a utilização de diferentes máquinas e equipamentos. Porém, a utilização destas ferramentas possuem diversos pontos de atenção, como o desgaste das peças, falta de organização nas etapas do processo e perda de eficiência nos equipamentos utilizados.

Empresas que se limitam a produções manuais ou máquinas ultrapassadas e sem revisão tendem a ter mais gastos com manutenção e horas extra. Muitas vezes gerando gastos superiores ao financiamento de novos equipamentos ou consultas capazes de aprimorar tais processos.

Acompanhe também nossas redes sociais!

RSS
Follow by Email
Facebook
Facebook
Instagram

Compartilhe esse post!