Neste início de semestre, tive a oportunidade, por meio da i9 CONSULTORIA, de cursar o treinamento de Six Sigma e formar-me Green Belt na metodologia assim como outros membros da empresa. Foi uma experiência única, à medida que pude capacitar-me além da graduação e aprender ferramentas que contribuem muito para a visão analítica de um engenheiro.

A metodologia diz respeito a um poderoso conjunto de práticas desenvolvidas, em meados de 1987, por Bill Smith na Motorola e que ganharam força na GE (General Eletric) na década seguinte com Jack Welch. O objetivo principal é otimizar processos e reduzir sua variabilidade. Foca-se na análise e solução de problemas usando os recursos disponíveis de uma forma correta.

O Seis Sigma engloba estratégias gerenciais a fim de melhorar processos, produtos e serviços baseado no controle de qualidade. Fazem parte da sistemática ferramentas da qualidade e também mudanças comportamentais dentro do contexto empresarial. O diferencial está na aplicação estruturada dos procedimentos e sua integração com metas, incluindo a participação de todas as camadas da empresa para que se atinja os objetivos fixados com êxito.

Faz parte da gama de ferramentas englobadas pela metodologia a classificação do processo analisado segundo sua quantidade de erro em DPMO (defeitos por milhão), atribuindo ao processo um Nível Sigma:

A fim de poder mapear um processo e trabalhar com o objetivo de otimizá-lo, baseia-se a atuação num método intitulado DMAIC: Define (Definir), Measure (Medir), Analyse (Analisar), Improve (Melhorar) e Control (Controlar).

Dentro do ecossistema industrial e de engenharia, a partir de ferramentas analíticas e estatísticas, a metodologia permite identificar gargalos produtivos e solucioná-los, gerando ganhos financeiros, aprimorando os processos produtivos e certificando a qualidade do produto comercializado.

Como case de sucesso de implementação da metodologia Six Sigma pode-se citar a 3M, que trocou todos seus sistemas de gerenciamento da qualidade por um único, o método Six Sigma. Padronizou-se a abordagem do problema, envolvendo toda empresa em busca do aumento da eficiência dos processos e incremento dos lucros. Há, dentro da 3M, uma equipe especializada na aplicação e responsável pela inclusão de todos na metodologia. A maneira com que a metodologia foi implementada pela 3M no Brasil incluiu as seguintes seis fases:

Num projeto com o objetivo de reduzir as perdas na produção de fitas elétricas em meados de 2002, a empresa conseguiu, num período de três meses, a partir da implantação parcial das soluções derivadas do Six Sigma, uma diminuição de 15% da variabilidade do processo. Com a implementação total das soluções, o objetivo foi acrescido para diminuição de 50% dos erros.

Esse é apenas um exemplo de como a metodologia pode ser valiosa dentro de empresas de ponta e o quanto a otimização de processos pode aumentar o lucro de uma companhia. Com certeza, a formação Green Belt na metodologia Six Sigma diferencia o profissional diante do mercado e o torna uma peça importante para que se consiga atingir níveis ótimos de qualidade dentro de diversos setores.

Fazemos parte, agora, de um nova leva de consultores Green Belts na metodologia Six Sigma dentro da empresa, capacitados a aplicar os conceitos filtrados. Sendo que a implementação dessa metodologia no setor industrial faz parte de nossa carta de serviços. Entre os benefícios diretos da implementação da metodologia estão a diminuição de custos organizacionais, aumento significativo da qualidade e produtividade de produtos e serviços, acréscimo e fidelização de clientes e eliminação de atividades que não agregam valor ao produto oferecido ao cliente.

Compartilhe esse post!